6 Dicas para fazer um currículo perfeito

É através do currículo que a empresa irá fazer um primeiro contato com as suas experiências profissionais. Sabendo disso, é importante que o seu currículo esteja muito bem estruturado para que você tenha destaque na hora da seleção para uma entrevista. Confira neste artigo nossas dicas de como fazer um bom currículo.

1-    Seja objetivo

É comum querermos impressionar em nossos currículos com várias informações sobre nossa formação, cursos complementares e experiências. Mas é preciso tomar cuidado ao montar o seu currículo para não acabar inserindo diversas informações que não sejam necessárias.

Geralmente, um currículo muito carregado, não chegam a ir para um outro nível de seleção, justamente pelas empresas nos dias de hoje, avaliarem a objetividade do candidato logo de início através do seu currículo.

2-    Contatos atualizados

Não se esqueça de manter os seus contatos no currículo totalmente atualizados. Isto irá facilitar que a empresa recrutadora entre em contato com você de forma rápida e otimizada.

Vale a pena, junto do currículo padrão, atualizar as suas redes socias, como o LinkedIn, por exemplo. Pois nos dias de hoje, é comum o contato ser feito através de nossas redes sociais do que através da tradicional ligação telefônica como antigamente.

3-    Formação e qualificação

Embora este seja um dos campos mais importantes a ser preenchido no currículo, é necessário que seja preenchido de forma objetiva e detalhada.

Preencha de forma resumida quais são as suas principais formações e qualificações. A sugestão, é dar prioridade as informações de qualificações que você melhor domina. 

4-    Cursos complementares

Os cursos complementares ou de extensão, são ótimos para serem inseridos no currículo. Estes cursos são um diferencial na carreira de quem está buscando uma vaga de emprego.

Por isso, adicione em um campo separado em seu currículo todos os cursos, relevantes, que você possua, como por exemplo, os cursos de idiomas (inglês, espanhol, etc), não esquecendo de informar qual é o grau de leitura, conversação e escrita dos mesmos.

5-    Pretensão salarial

Antigamente, usava-se como campo a ser preenchido em um currículo a pretensão salarial do candidato. Hoje essa informação não se faz mais necessária em currículo, embora, a pergunta continua sendo feita, porém, somente durante a entrevista.

6-    Diversas informações

Informações como endereço, número de CPF, quantidade de filhos e foto, não são mais necessárias nos currículos. Até mesmo, por uma questão de segurança do candidato.